A companhia aérea de baixo custo chilena Sky Airline solicitou permissão da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para começar a operar os voos entre os dois países, informou a agência reguladora na quarta-feira (5).

De acordo com a ANAC, a Sky Airline pretende iniciar operações no Brasil em novembro. Atualmente, a empresa opera rotas internacionais para Argentina, Peru e Uruguai. No Chile são 14 destinos, com 26% do tráfego doméstico.

Fundada em 2012, optou por tornar-se a primeira low cost no Cone Sul em 2015, impactando o mercado interno com uma considerável redução tarifária. A empresa conta com frota de 15 aeronaves nos modelos A319 e A320.   

O pedido junto à ANAC foi registrado no final de agosto. A empresa chilena já possui autorização de funcionamento jurídico desde 2013, mas não chegou a operar voos regulares no país. A intenção da Sky Airline é começar em novembro seus voos ligando o Chile a São Paulo e Florianópolis.

Outras empresas vêm manifestando interesse de atuar no setor aéreo brasileiro: a Norwegian, da Noruega, e as argentinas Avian (subsidiária da holding Avianca) e Flybondi, que deve entrar com o pedido de autorização jurídica e operacional ainda neste mês.