O sistema imunológico é um aparato de diagnóstico surpreendente, capaz de contar uma história sobre praticamente tudo o que afeta a saúde de uma pessoa. E se a ciência for capaz de “ler” essa história?

A Microsoft e a Adaptive Biotechnologies anunciaram recentemente uma parceria para reunir os últimos avanços da Inteligência Artificial e aprendizado de máquina com avanços recentes em biotecnologia para construir uma tecnologia prática para mapear e decodificar o sistema imunológico humano.

O objetivo é simples, mas também ambicioso: criar um exame de sangue universal que leia o sistema imunológico de uma pessoa para detectar uma grande variedade de doenças, incluindo infecções, cânceres e transtornos autoimunes em seu estágio inicial, quando podem ser diagnosticados e tratados de forma mais eficaz.

“Acreditamos profundamente no potencial dessa parceria com a Adaptive e fizemos um investimento financeiro substancial na empresa”, disse a Microsoft em comunicado em seu blog. O CEO e cofundador da Adaptive, Chad Robins, disse num comunicado de imprensa que o anúncio ocorre em um momento de inflexão em saúde e biotecnologia, “pois agora temos a tecnologia para poder mapear o sistema imunológico”.