A antiga fazenda Murga, no Vale do Pisco, ao sul de Lima, é o cenário perfeito para a construção do primeiro condomínio agrícola no Peru, que tem o mesmo nome. Dessa forma, de acordo com Nella Pinto, gerente-geral da Sotheby’s Peru, o país se une à tendência de muitos lugares tradicionalmente conhecidos por sua produção de uva, como a Argentina ou a Califórnia, nos Estados Unidos, onde proliferam esses projetos. “A ideia é que as pessoas tenham um espaço para cultivar um jardim privado, onde possam plantar, ter sua própria produção de uvas e até fabricar seu próprio pisco”, diz.

Outro fator importante para a execução desse condomínio é o bom momento que atravessa o Vale do Pisco, graças à atividade agroindustrial, que cresce 15% ao ano. Isso levaria a uma revalorização das terras, cujos preços flutuam entre US$ 35 e US$ 40 por m2 e poderiam atingir, de acordo com Pinto, até US$ 100. Se você ainda não sente atraído pelo cultivo das uvas, o Pisco poderia justificar uma aposta vencedora nesse investimento.