O novo terminal da NCL em Miami, nos Estados Unidos, representa o fortalecimento contínuo da empresa líder que tem sede em Wiesbaden (Alemanha) e o maior porto mundial de cruzeiros marítimos, localizado no litoral da Flórida.

Miami tem sido o porto seguro da NCL e de suas marcas desde o lançamento da companhia, no ano de 1966. As obras do novo empreendimento serão iniciadas em maio e devem estar concluídas em meados do próximo ano. O terminal estará pronto para receber o Norwegian Encore, o mais novo navio da frota, que fará sua estreia em cruzeiros para o Caribe.

O novo terminal conta com três cúpulas de arcos gigantes para ser o edifício mais emblemático entre as instalações portuárias em todo o mundo, como atesta Frank del Rio, CEO da Norwegian Cruise Line Holdings:

“Não será apenas um lugar onde vamos apressar você para chegar até o navio, mas será verdadeiramente uma experiência. O seu cruzeiro começa exatamente quando você chegar às nossas novas instalações”, diz. “Esse terminal marca o último passo em nossos contínuos esforços para fortalecer nossa presença estratégica em todo o mundo. Estamos ansiosos para receber o Norwegian Encore e os milhares de convidados navegando na Norwegian e suas marcas irmãs”.

Localizada numa área de 166 mil m2, a construção terá o formato de uma pérola dentro de três conchas e um pódio que darão uma experiência visual única. Serão 700 pés de comprimento e 150 pés de altura. A criação é da empresa de design Bermello Ajamil & Partners, com sede em Miami.

O terminal possui garagem com 1054 vagas, conectada por uma passarela. Conta com uma estrutura transparente que permitirá obter ótimas vistas do centro de Miami. “À noite, quando estiver iluminado, será algo que provavelmente estará em todos os cartões postais de Miami no futuro”, disse o arquiteto Ajamil, responsável pelo projeto.

O terminal contará com lounges indoor e outdoor e terá capacidade para atender até 5 mil pessoas a bordo de até dois navios de modo simultâneo. Com novas tecnologias, vai atender a processos de embarque e desembarque mais rápidos e eficientes.

O condado de Miami-Dade gastará mais de US$ 100 milhões para construir o terminal, mas o valor exato somente será divulgado depois que os planos forem aprovados pela comissão do condado, em abril. A NCL será coinvestidora na área, hoje ocupada por um estacionamento.

O projeto aumentará imediatamente a área oeste do novo terminal que está sendo desenvolvido para a Royal Caribbean Cruises, que deverá ser inaugurado em novembro, a tempo para a chegada do Symphony of the Seas.

“Eu acho que ambos serão belos edifícios”, comenta Howard Sherman, vice-presidente executivo de desenvolvimento. “O que é ótimo é que eles vão parecer diferentes”.

O Terminal B/C, que atualmente é utilizado pela NCL, será redesenvolvido como Terminal C. A empresa poderia posicionar dois navios Breakway Plus de 4.200 passageiros cada, um em cada terminal.