Anualmente, o encontro do Latin American Corporate Travels & Events Experience (LACTE) é referência sobre tendências, comportamento e novidades da indústria de eventos e viagens corporativas da América Latina.

Para a edição deste ano, a 13ª, em São Paulo, a expectativa é de otimismo pelo momento de reativação econômica na região, com alguns países investindo mais e o próprio Brasil mostrando reação.

Esse foi o tom da saudação feita por Rodrigo Cezar, presidente da Associação Latino-Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev), na noite deste domingo (25), durante a recepção aos participantes que já estavam na cidade. “É bom começar com a energia deste local, em clima de alto astral e muita expectativa”, disse.

A recepção ocorreu no Tivoli Mofarrej, nos Jardins, com a diretora de vendas, Milena Freire, fazendo as honras em nome do Grupo Minor, destacando os resultados do hotel depois dos investimentos de R$ 33 milhões para sua remodelação. O Tivoli é um dos apoiadores do LACTE.

A sequência do evento ocorre até amanhã (27) no Grand Hyatt, na avenida das Nações Unidas, e terá 12 sessões educacionais, palestras, exposição e produtos em showcase e principalmente reuniões entre os participantes dos diversos segmentos.

O LACTE é referência de mercado e já faz parte da agenda latino-americana do mercado. A indústria de viagens e eventos corporativos no Brasil, América Latina e de outros pontos de referência, como Estados Unidos, Ásia e Europa, será tema de debates entre clientes, agências e fornecedores. São esperados mais de 800 participantes, 35% deles gestores de viagens e eventos.

Entre as novidades, a American Airlines, por exemplo, traz um demonstrativo da sua nova Executive FlagShip. Já a Wappa, empresa pioneira e líder no setor de táxi corporativo, promete mostrar novas soluções de mobilidade. Na conexão de viagens e negócios, Gol, Delta e Air France/KLM promovem almoço-palestra com o jornalista Marcelo Tas.