A CVC tem mais uma operadora de tradição dentro do mercado turístico. Depois da Trend, outro negócio do ano, chegou a vez da Visual, numa operação adiada por várias vezes, com o segredo do negócio sendo justificado em muitas negativas de parte a parte.

No comunicado desta quinta (9) junto à Bolsa de Valores, o fato relevante indica que a CVC Brasil Operadora e Agência de Viagens S.A., conforme aprovação do Conselho de Administração, em reunião realizada em 1º de novembro, celebra contrato de compra e venda por meio do qual adquiriu participação societária correspondente a 100% do capital social da Visual Turismo Ltda. O valor da aquisição é de R$ 67,9 milhões.

A Visual tem mais de 30 anos de atuação, cerca de 250 funcionários e atua na intermediação de serviços turísticos de lazer, com reservas confirmadas anuais de R$ 400 milhões em 2016.

A aquisição da Visual constitui uma oportunidade estratégica excelente, pois permite a expansão da CVC no mercado de viagens de lazer e contribui para sua posição de liderança no setor no Brasil.

Como em casos de outras aquisições, o ex-dono segue no controle. Assim, o fundador da Visual, Afonso Gomes Louro, permanecerá como diretor-geral.

O fato relevante comunicado oficialmente traz a assinatura de Luiz Fernando Fogaça, vice-presidente administrativo financeiro e diretor de relações com investidores da CVC.