De acordo com o relatório “Futuro do Trabalho”, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial, as carreiras ligadas a mídias sociais estão entre as mais promissoras na atualidade e na próxima década, no Brasil e no mundo. O social media, como também é chamado, é responsável pelos canais na web de uma ou mais marcas – sejam empresas, governos, ONGs, figuras públicas etc.

Consultora de marketing digital e professora da Fundação Getulio Vargas (FGV) e da Universidade Veiga de Almeida (UVA), Luciana Salgado observa que tanto as agências de comunicação precisarão aumentar seus quadros — por conta das grandes campanhas —, quanto os candidatos de menor expressão necessitarão do auxílio desses profissionais.

Elaboração de estratégia de presença da marca nas redes sociais; idealização, redação e direção de arte de conteúdo; interação com o consumidor; monitoramento e análise de performance das iniciativas e mensuração de resultados são algumas das atribuições dessa carreira.

“Os profissionais de mídias sociais ganham cada vez mais peso no mercado. Além da geração de conteúdo, as empresas estão cobrando uma postura multidisciplinar desses profissionais, que precisam dominar um conjunto de competências”, observa a consultora de marketing digital.