O aeroporto militar de El Palomar, base da I Brigada Aérea da Força Aérea Argentina, localizado a 18 km do centro de Buenos Aires, é a partir de agora, o terceiro aeroporto para a aviação comercial na capital portenha. 

O decreto 1902 assinado pelas autoridades de governo transformam assim o equipamento em mais um terminal aerocomercial, especificamente para atender o fluxo que está crescente das empresas low-cost.

A Flybondi e a Norwegian deverão fazer uso constante de El Palomar

Duas delas – a Flybondi, especialmente, e a Norwegian – que estão entre as principais do novo esquema aéreo que está sendo implantado com empresas de baixo custo – deverão fazer uso
constante de El Palomar que, no passado, funcionou como anexo do Aeroparque Jorge Newbery.

Antes da liberação para os voos, embarques e desembarques, haverá um processo de habilitação na infraestrutura que será coordenado pela ANAC argentina. O uso do novo aeroporto compreende a atomização do setor aéreo domestico dentro da série de investimentos que o governo e a iniciativa privada estão realizando.

Segundo o ministro de turismo Gustavo Santos, 56 milhões de pesos foram aplicados neste ano. O setor hoteleiro, por exemplo, teve 56 inaugurações de estabelecimentos entre 2016 e 2017.