Atualmente, várias formas de fraudes financeiras são utilizadas por criminosos muito sofisticados. Isso coloca as instituições financeiras em uma posição difícil, precisando dedicar mais tempo e recursos para garantir a segurança ao mesmo tempo em que tentam entregar uma boa experiência aos clientes. No entanto, os avanços na inteligência artificial (IA) já estão diminuindo esse fardo - e criando uma perspectiva mais promissora para o futuro.

Usar a análise de dados para detectar atividades fraudulentas não é um conceito novo. Empresas de cartão de crédito, instituições financeiras e outros têm usado análises comportamentais e preditivas para reduzir riscos e fraudes há anos. As tecnologias de IA emergentes elevam esses recursos a um novo nível, usando maior automação, aprendizado e algoritmos mais sofisticados para fortalecer a prevenção de fraudes.

Inteligência Artificial pode ajudar na proteção contra fraudes

O aprendizado da máquina é um elemento particularmente promissor da IA, porque permite que as soluções aproveitem o conhecimento anterior e evoluam para enfrentar novas ameaças de fraude sem estarem expressamente programadas para isso. À medida que esses recursos continuam avançando, os sistemas de IA podem ser ajustados para fornecer a melhor resposta para qualquer situação, proporcionando um nível mais alto de segurança com menos interrupções na experiência do cliente.

Monitoramento abrangente e contínuo

A velocidade e a escala das soluções baseadas em inteligência artificial - e sua capacidade de analisar os dados de uma maneira diferente - permitem que as instituições financeiras monitorem com êxito atividades suspeitas que, de outra forma, passariam despercebidas. Atualmente, muitas organizações estão usando os softwares para revisar dados de fontes limitadas usando regras predeterminadas. A IA permite um monitoramento mais abrangente e contínuo de dados e comportamentos em vários canais.

Ao analisar todas as atividades das contas em tempo real, incluindo transferências, pagamentos de crédito, débito e faturas, um sistema de IA identifica anomalias comportamentais e transações suspeitas de maneira mais rápida e eficaz, o que cria uma melhor experiência para os clientes. Os dados agregados da conta também podem ser combinados com informações de mercado para produzir insights melhores que ajudam a detectar ameaças futuras - permitindo que as instituições financeiras identifiquem e se preparem para casos que, de outra forma, não se poderia saber que existiam.

A adição de dados biométricos ao mix, incluindo autenticação de voz, rosto e impressão digital, fortalece as estratégias de inteligência artificial criando uma camada adicional de proteção para impedir a fraude antes que ela aconteça.

Reduzindo os falsos alertas

Como as velocidades de transação aumentaram nos últimos anos, há menos tempo para aprovações, tornando a automação e a precisão da IA mais necessárias do que nunca para as instituições financeiras. A implementação de algoritmos de aprendizado de máquinas em tempo real pode melhorar a precisão e a velocidade das decisões que ajudam a reduzir as fraudes.

Como esses algoritmos são calibrados para se tornarem mais precisos ao longo do tempo, os alertas falsos de fraude serão bastante reduzidos. Essa é uma boa notícia para os analistas de segurança que gastam um tempo significativo analisando alertas - e para clientes cujos pagamentos podem ser atrasados por aprovações extras. E uma melhor precisão na detecção das transações fraudulentas significa que os clientes não serão interrompidos (e possivelmente incomodados) por um texto, ligação ou e-mail para validar transações legítimas.

Livres das análises demoradas dos alertas falsos, os funcionários do setor bancário podem voltar sua atenção para outras tarefas mais eficientes, inclusive encontrar soluções para ameaças complexas. A percepção humana é um método essencial para fazer uma sintonia fina nos modelos de aprendizado de máquinas para detectar mais precisamente os padrões de fraude. A equipe de uma instituição financeira pode usar informações sobre as transações ilícitas de hoje para melhorar a próxima geração de prevenção automatizada contra fraudes.

Uma estratégia de IA bem-sucedida reúne a inteligência humana e a inteligência das máquinas. As instituições financeiras que adotam essa tecnologia têm a oportunidade de proteger melhor sua organização e sua reputação, ao mesmo tempo em que aprimoram a experiência do cliente. Elas podem obter um melhor equilíbrio entre automação e análise feita por funcionários, redirecionar sua equipe para tarefas de maior valor e responder mais rapidamente a novas ameaças. Mais do que simplesmente oferecer um passo adiante na prevenção de fraudes, a IA tem o potencial de impulsionar as estratégias contra fraudes em uma nova direção.

Gasan Awad - Vice-Presidente de Gestão de Produtos, Crimes Financeiros e Gestão de Riscos da Fiserv