Os smartphones podem inchar ou mesmo pegar fogo quando são submetidos a altas temperaturas. No entanto, o fato de um telefone pegar fogo pode ocorrer por vários fatores. Por exemplo, os químicos dentro da bateria que devem se manter separados podem se misturar por acidente.

Para evitar que isso aconteça, é necessário exitar expor os terminais a situações como o calor de um radioador, de um secador de cabelo ou do sol.

Antes de pegar fogo, um smartphone irá enviar indícios advertendo que algo não está bem: a bateria vai começar a esquentar demais, o dispositivo começará a inchar ou emitir ou som estranho.

Confira abaixo o que se deve fazer quando observar algum desses sinais.

O que fazer:

1 - Ao tocar em um dispositivo nessas condições, é recomendado o uso de luvas de couro ou poliéster (como as utilizadas para fornos) para evitar queimaduras.

2 - O smartphone deve ser desligado e manipulado com muito cuidado para evitar que as substâncias químicas se movam ainda mais. O aparelho deve ser colocado em um lugar isolado, longe de qualquer substãncia inflamável, onde não pode causar danos.

3 - Em seguida, a pessoa deve entrar em contato com um técnico ou com a loja onde comprou o aparelho para receber conselhos a respeito do que fazer em seguida. Se algum dos sinais descritos acima persistir, a recomendação é colocá-lo em um lugar como uma caixa de metal (onde não represente um risco no caso de chegar a pegar fogo). 

O que NÃO fazer:

1 - Ao notar que seu dispositivo emite um sinal de alerta, não deve deixá-lo no mesmo lugar pois pode pegar fogo. Lembre-se de não tocar o aparelho com as mãos sem proteção.

2 - Não deixe o dispositivo dentro de um recipiente qualquer, já que dessa forma pode ocorre um incêndio ainda maior.

3 - Se optar por enviar o telefone a um serviço de assistência ténica, não o transporte em qualquer tipo de bolsa ou mala.