No setor industrial do Uruguai, a produção caiu 0,6% em abril em relação ao mesmo mês de 2016, segundo apontam dados divulgados na terça-feira (13) pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Quando se deixa de lado a produção de combustíveis, celulose e bebidas, ocorre uma retração de 0,6% em abril em comparação com o mesmo mês de 2016.

Esses setores são excluídos da análise porque são compostos por poucos agentes de grande porte e com dinâmicas particulares em relação ao grosso da indústria. Por sua vez, seu porte não condiz com o impacto que geram em outras variáveis relevantes, como o emprego.

Se esses setores fossem considerados, a indústria teria uma queda muito mais significativa, de 16,1% em abril. A deterioração é explicada pela alta na produção de combustível na refinaria de La Teja, devido a uma parada para manutenção.

Além disso, a indústria como um todo segue demitindo trabalhadores a uma taxa mais rápida do que a queda na produção.

As horas trabalhadas no setor caíram 5,1% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado, enquanto o número de trabalhadores teve uma queda de 0,2% no mesmo período.