Um adolescente identificado como Daniel Rodríguez, de 17 anos, morreu nesta madrugada após ser baleado na cabeça em Córdoba, Estado de Táchira, afirmou uma fonte oficial. Ele teria sido vítima de alguma espécie de milícia,

"Fui informado, há alguns momentos, que Daniel Rodríguez morreu após ter sido alvejado por uma bala na parte frontal do crânio", informou Virginia Vivas, prefeita do município de Córdoba, de acordo com a agência Ansa.

Ele era estudante de direito na Universidade Católica de Táchira (Ucat), e, com sua morte, o número de vítimas durante os protestos contra o governo venezuelano - que já dura 49 dias - chegou a 52.

Ontem veículos de comunicação venezuelanos apontaram outra vítima dos protestos, um jovem de 24 anos que morreu em Maracaibo, no Estado de Zulia, que foi atropelado enquanto ajudava outros manifestantes.