A Agrishow 2017 – 24ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola, realizada no início do mês de maio, em Ribeirão Preto (SP), obteve um saldo com negociações da ordem de R$ 2,204 bilhões, o que significa alta de 13% em relação à edição anterior. No entanto, contando os fechamentos dos bancos, bem como os negócios iniciados na feira, mas finalizados nos próximos meses, a expectativa é de que o valor seja ainda maior.

Em relação ao número de visitantes da Agrishow 2017, o evento também demonstrou crescimento, chegando a 159 mil pessoas ante 152 mil em 2016. Além da elevação de 4,6% na quantidade de visitantes, as mais de 800 marcas expositoras nacionais e internacionais ressaltaram a qualificação do público, formado, sobretudo, por compradores e produtores rurais de pequeno, médio e grande portes do Brasil e do exterior. Por segmento, o crescimento na intenção de compra de máquinas e equipamentos foi: armazenagem (11%), grãos (12%), pecuária (11%), irrigação (20%) e outros (19%).

A 18ª Rodada Internacional de Negócios reuniu fabricantes brasileiras de máquinas, implementos agrícolas, pecuária e equipamentos de irrigação, com compradores (importadores, distribuidores e representantes) procedentes de Argélia, Chile, Colômbia, Egito, Etiópia, EUA, Nicarágua, Nigéria e Peru. Foram 12 compradores estrangeiros, que durante três dias reuniram-se com 38 empresas brasileiras em uma ação de promoção comercial que resultou em cerca de 300 reuniões e mais de US$ 17 milhões, entre negócios fechados e futuros para os próximos 12 meses. Denominada Projeto Comprador, a Rodada Internacional de Negócios foi organizada pelo Programa Brazil Machinery Solutions, uma parceria entre a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) e a Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq).