Alugar ou comprar? Quando o assunto é ter um ‘lar’ as estratégias podem mudar

Ter uma casa e se tornar independente é o desejo de milhões de pessoas espalhadas por ai. Junto com esse desejo muitos sonhos vão surgindo e metas a serem conquistadas nesse grande passo, mas é necessário parar um pouco e pensar em algumas escolhas que devem ser feitas antes dessa decisão tão importante.

Quando se decide ter sua própria casa algumas análises necessitam serem feitas, os gastos precisam serem colocados no papel para que nada saia do controle e para ter uma noção melhor sobre as dívidas que uma casa própria pode trazer.

A primeira analise a ser feita deve ser se irá optar por comprar uma casa ou alugar, e ai muitos pontos começam a surgir que devem ser muito bem pensados se valem a pena.

Impostos

Esse é um ponto importante que deve ser considerado. Os impostos devem ser pagos todos os anos pelos moradores que optam por comprar um imóvel e o principal tributo é o IPTU, Imposto Predial e Territorial Urbano, que incide sobre todos os imóveis e que considera a localização e tamanho do imóvel. Esse tributo é cobrado a todos os proprietários de imóveis do Brasil e os moradores já começam a se prepararem para o IPTU Belo Horizonte 2022 acompanhando o calendário e pagamento do IPTU.

Incertezas

Caso seja decido alugar um imóvel é muito importante saber que aquela casa não é sua e o dono pode pedir o imóvel a qualquer momento lhe obrigando a se mudar. Além disso o preço do aluguel é bastante variável, depende do tamanho do imóvel, localização e ainda vantagens que trazem aos moradores como por exemplo garagem, cobertura, piscina e entre outras coisas.

Contas básicas

Toda casa possui a cobrança de contas básicas, seja ela alugada ou própria, todos os meses vão chegar conta de água, luz e internet. Seu pagamento é essencial para que os serviços continuem sendo oferecidos, mas uma economia previa pode ser feita, em caso de aluguel é possível escolher uma casa menor e que seja mais econômica e no caso de moradia própria é possível fazer algumas mudanças que promovam um desconto nessas contas.

A casa própria é o desejo de muitas pessoas espalhadas por ai que sonham todos os dias com o momento em que conseguirão realizar esse grande desejo, mas nem sempre essa é a melhor decisão a ser tomada, por isso é importante pensar bem em quais são suas necessidades no momento e até onde você pode ir nos gastos para assim fazer a decisão certa.

Além do ENEM, quais são as outras provas organizadas pelo INEP?

Todos os anos muito é se falado sobre o Enem, seu conteúdo, sua importância e aplicação, mas mesmo com tudo que é falado todos os anos ainda se tem muita coisa para debater e falar sobre, principalmente as notícias que aparecem todos os anos a cada aplicação da prova. O Enem aplicado no ano de 2021 chamou muita atenção devido à falta de assuntos atuais, como por exemplo a pandemia e vacinação que não foram abordados em nenhum dos assuntos cobrados e isso se deu devido a falta de atualização do banco de dados de questões que não é atualizado desde o ano de 2018.

Conhecendo melhor o ENEM

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio é a principal porta de entrada a cursos em universidades públicas e tem o objetivo de avaliar a qualidade do Ensino Médio das escolas de todo país. Esse exame é organizado pelo Ministério da Educação juntamente com o INEP e é composto por 180 questões e uma redação que são divididos em dois dias de prova. Ela acontece anualmente e garante a estudantes de baixa renda o acesso a programas governamentais que oferecem bolsas de estudo ou financiamento com juros reduzidos para quem não conseguir uma vaga através do SISU.

O que é o INEP?

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, conhecido com INEP, existe a mais de oitenta anos e atua juntamente com o Ministério da Educação carregando responsabilidades de ações educacionais que acontecem no Brasil e possuem o objetivo de desenvolver o país.

Quando se fala em ENEM o INEP atua organizando e aplicando as provas para todos os alunos que buscam uma vaga nas universidades e sem o INEP a realização dessa prova não aconteceria.

Além do ENEM o INEP está associado a outras provas e indicadores de qualidade educacional do país, como por exemplo o ENADE e o ENCCEJA.

O que é o ENCCEJA?

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos é a avaliação utilizada para os alunos que não concluíram os estudos conseguirem obter o certificado de conclusão de curso, seja ele de nível fundamental ou médio.

As pessoas que podem realizar a prova do ENCCEJA são;

  • Adultos que moram no Brasil;
  • Quem mora no exterior, mas é brasileiro;
  • Cidadão privado da liberdade, que não concluíram os estudos na idade correta.

E para quem deseja conseguir o certificado de conclusão de ensino no próximo ano é importante ficar de olho no cronograma com datas importantes do Encceja 2022 e sempre ficar atendo as postagens do INEP a respeito do assunto, que são sempre muito importantes, segundo informações do portal do Encceja.

Itaú, Caixa, Banco do Brasil e Santander contratam estudantes sem experiência

Todos os anos os bancos Itaú, Caixa, Banco do Brasil e Santander abrem para estudantes vagas de emprego de jovem aprendiz para proporcionar aos jovens a experiência do primeiro emprego e uma qualificação com um certo diferencial. O Jovem Aprendiz 2022 consiste em uma excelente oportunidade para todos os jovens que são selecionados e começam a sua experiência no mercado de trabalho.

Com o objetivo de criar mais oportunidades de emprego para jovens e adolescentes o Governo Federal criou o Jovem aprendiz e algumas grandes empresas todos os anos disponibilizam diversas vagas a esses jovens, como é o caso dos principais bancos presentes no país. Em todos os estados do Brasil esse movimento existe e auxilia e muito os jovens que muitas vezes não tiveram nenhum contato com o mercado de trabalho e através desse programa começam a ter um grande diferencial no currículo.

Benefícios promovidos pelo jovem aprendiz

Esse programa é de extrema importância a todos os jovens que são selecionados e passam a viver experiências únicas que nenhum outro trabalho poderia proporcionar a eles, e fora todas essas experiências enriquecedoras o programa ainda traz uma série de benefícios.

  • Auxílio alimentação;
  • Auxílio transporte;
  • 13º salário;
  • FGTS;
  • Salário variando de 1/2 a 1 salário-mínimo;
  • Férias após um ano de trabalho;
  • Carteira assinada;
  • Jornada de trabalho de meio período.

Salário promovido pelo programa

Uma das coisas mais procuradas pelos jovens que se interessam pelo programa é quanto ganha um Jovem Aprendiz? E para os que tem essa dúvida o salário dos contratados fica entre R$653,00 a R$1.581,00, bastante vantajoso já que a carga de trabalho varia de seis a oito horas por dia, os jovens possuem o registro na carteira com todos os direitos trabalhistas e previdenciários com direito a 13º salário e férias.

Quem pode participar?

Para participar do programa Jovem Aprendiz é necessário estar dentro de alguns requisitos básicos que possibilitam a inscrição dos interessados no programa:

  • Jovens com idade entre 14 a 24 anos;
  • Pessoas que estejam cursando o ensino fundamental ou médio;
  • Ter de 4 a 6 horas diárias disponíveis para acompanhar aulas teóricas e atividades práticas.

Como funcionam as inscrições?

Para se inscrever no programa é necessário se enquadra a todos os requisitos do programa. Se enquadrando em todos os pontos, é necessário apenas iniciar as inscrições que todo o procedimento é feito através da internet.

As empresas contratantes através do seu site oficial divulgam o programa e os jovens só precisam ir em busca da opção “trabalhe conosco”, onde oferecem a opção de jovem aprendiz e ai todos os interessados começam o processo de seleção.

Economia brasileira antes e depois do início da pandemia

A economia brasileira já passou por muitos altos e baixos ao longo dos anos. O Brasil antes mesmo da pandemia do corona vírus já apresentava números baixos na economia desde a crise de 2008, onde o país ainda vem tentando se recuperar, os números negativos do PIB são grandes reflexos disso e muitas pesquisas e analises para saber uma projeção ainda são incoerentes.

Com a economia brasileira já fragilizada o início da pandemia apenas fez agravar toda a situação. O lockdown no ano de 2020 fez com que serviços que não fossem essenciais ficassem provisoriamente fechados, tendo uma parada quase que geral.

Essa parada fez com que muitos comerciantes fechassem suas portas de vez pois não iriam conseguir se manter durante esse tempo fechados e depois ter o capital para voltar ao funcionamento.

No ano passado o lockdown teve a duração de vinte dias, com as atividades do comércio voltando a funcionar logo após esse período seguindo ainda todas as medidas de segurança necessárias. O fechamento de vários serviços fazem com que as vendas caíssem bastante e muitas empresas sofreram bastante com isso.

Mesmo após a reabertura do mercado o ritmo de compras da população se manteve cauteloso, já que o momento é de muitas incertezas e se poupar está sendo a melhor opção para muitos devido ao alto número de trabalhadores demitidos e o alto preço dos produtos e serviços também.

Como a economia já não andava bem tudo se agravou devido à pandemia. O aumento do dólar também fez com que tudo ficasse pior e os preços tiveram um aumento exorbitante, apresentando produtos com os maiores preços da história.

Especialistas afirmam que a junção da instabilidade política com a catástrofe sanitária é uma grande ameaça para o Brasil e os brasileiros.

Projeções realizadas para obter informações sobre a economia mostram que essa não será apenas uma recessão, será a maior que o país já viveu. A contenção do trânsito de pessoas com o lockdown, as grandes demandas de recursos para os hospitais e o alto número de mortos faz com que o Brasil venha afundando cada vez mais.

A economia brasileira diante de todas as informações vêm passando por momentos difíceis e provavelmente ainda vai piorar bastante.

Os resultados não vêm sendo favoráveis e preocupam a todos os especialistas que estudam o assunto e buscam desesperadamente medidas que possam contornar a situação já que ainda a vacinação caminha em passos pequenos e é a principal esperança para a vida voltar ao normal e o mercado tentar se reerguer.

Alta no preço do combustível preocupa consumidores e afeta setor automobilístico

O combustível teve um aumento significativo nos últimos tempos e os resultados afetam diretamente o setor automobilístico. Uma grande parte da população na hora de decidir fazer um investimento e então comprar seu carro novo, fazem muitas análises sobre qual o melhor modelo a ser escolhido e atualmente certamente um dos motivos mais importantes a serem analisados é o consumo de gasolina por litro.

Modelos que conseguem rodar grandes quilometragem com um litro de combustível saem na frente da disputa de preferência.

Muitas pessoas utilizam seus carros diariamente para se locomoverem tanto para seus trabalhos quanto passeios ou levar seus filhos para a escola, ao final do mês quando vai se analisar todo o percurso feito e o gasto de gasolina total o valor pesa e muito no bolso, fazendo com que muitos motoristas repensem sobre a utilização do veículo e o gasto em combustível.

Pensando nisso as montadoras possuem carros que apresentam um consumo baixo comparado a outros. Esses carros acabam saindo na frente da grande maioria que não apresentam essa vantagem que vem se mostrando cada vez mais necessária.

Um grande queridinho da população devido a isso é o Vw Gol 2021. Esse modelo vem ganhando uma força tão grande no mercado que é um grande nome para concorrer com o Onix e o HB20 que estão entre os carros mais vendidos do mercado.

O novo Gol traz novidades com seu motor automático e itens de segurança que foram adquiridos pelo modelo. Além disso, o carro da Volkswagen traz várias outras características que mudam pelo modelo e que encantam os motoristas.

O seu consumo que é algo tão característico e que faz com que ele saia na frente em qualquer comparação com outro veículo chega a ser 14Km/L nas estradas e 12,9Km/L na cidade.

Mesmo com a escolha do veículo adequado em relação ao consumo de combustível os consumidores do setor automobilístico ainda analisam bem todas as medidas que podem ser tomadas para conseguir economizar mais ainda na hora de abastecer.

Mudança do combustível e instalação de um sistema que faz o carro ser movido a gás são algumas das soluções encontradas pelos motoristas que rodam muito com o veículo e não podem parar o carro devido à alta do preço e também não podem ficar gastando altas quantias.

Assim, essa preocupação persiste e só resta para os consumidores implementarem medidas que promovam a economia.

Prévia da inflação alta preocupa economistas do Brasil

A alta nos preços de todos os produtos no Brasil é grande e preocupa a todos os brasileiros, não somente os economistas. Os altíssimos preços das commodities (mercadorias que não sofrem processo de alteração) tem sido um fator determinante para toda a pressão inflacionaria no país.

Além de todos os prejuízos provocados pela alta dos preços dos produtos aqui no Brasil ainda tem o enfrentamento da desvalorização do cambio que faz com que tudo fique mais difícil e os preços aumentem mis ainda.

Os economistas estudam uma alta no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) que é bem prejudicial a todos os brasileiros, principalmente os que vivem em situação de vulnerabilidade econômica. Com todos os preços em alta e todas as taxas crescendo desenfreadamente tudo indica que o Imposto de Renda será mais caro em 2021.

As alíquotas do imposto de renda 2021 que dizem respeito sobre o valor que cada contribuinte deve pagar sofre variações dos rendimentos e origem da receita e deve ser algo que a população deve ficar de olho.

Os sinais de crescimento acelerado da inflação não vêm afetando apenas o bolso dos brasileiros e preocupando-os, mas também vem trazendo grandes dores de cabeça aos economistas que criticam principalmente a forma que o governo vem reagindo a esses aumentos sem dar um suporte a população e sem buscar medidas que solucionem essa crise.

A inflação alta é muito prejudicial ao país. Os preços mais altos fazem com que o poder de compra da população caia, especialmente das pessoas com renda mais baixa, que com menos dinheiro no bolso correm o risco de se endividarem e se tornarem inadimplentes por não conseguirem pagar os altos valores.

Além disso, a inflação traz um cenário de incerteza onde muita gente não sabe onde vai parar, fazendo com que investidores fiquem receosos e desconfiando dos rumos da economia do país e chegam a suspender ou adiar seus investimentos prejudicando um possível crescimento.

Dentre todos os motivos que explicam a inflação um dos considerados principais é o desequilíbrio entre a oferta e a demanda. Com mais pessoas consumindo e menos produtos disponíveis o desequilíbrio é inevitável e reflete diretamente nos preços.

Isso já chegou a acontecer com os alimentos que já foram considerados os principais vilões para o aumento da inflação. Fora isso, outro grande motivo considerado por especialistas é o rumo que a economia brasileira vem levando, bem como seus problemas estruturais que seguem desde governos antigos.

 

Novidades do governo Bolsonaro são benéficas aos brasileiros?

O governo Bolsonaro trouxe grandes novidades ao cenário da política. Mudanças nos ministérios, projetos sociais e econômicos marcaram todo o início do governo e continuam marcando ate agora.

Em relação aos projetos sociais o governo Bolsonaro trouxe mudanças consideráveis, já começando com a mudança dos nomes dos projetos criados pelo governo PT. Um dos mais conhecidos que era o Minha Casa Minha Vida que possibilitava o financiamento de moradias a todos os cidadãos brasileiros de baixa renda se tornou nesse governo o ate então Casa Verde e Amarela.

Com toda a divulgação do programa e o cancelamento do Minha Casa Minha Vida muitas pessoas que participavam do projeto ou que tinham a intenção de participar ficaram receosos com isso e uma grande dúvida surgia para todos, como funciona o programa Casa Verde e Amarela?

Novo programa do Governo Bolsonaro

O Casa Verde e Amarela consiste em um programa habitacional que vem como uma atualização do antigo programa MCMV. Nessa atualização as principais mudanças foram as facilidades que foram concedidas a população as regras e taxas de juros que ficaram melhores para todos os interessados em participar do programa.

O novo programa tem regras bem acertadas sobre quem poderá participar e como fazer a inscrição corretamente, já que um novo grupo de pessoas começou a se enquadrar nas divisões dos grupos de beneficiários.

Para o início do programa o foco maior é nas regiões Norte e Nordeste, já que concentram um maior número de pessoas em situação de baixa renda. O governo tem como principal objetivo auxiliar as famílias necessitadas dessa região e depois partir para o restante do território brasileiro garantindo os mesmos benefícios e realizando o sonho de milhões de pessoas que é ter a tão sonhada casa própria.

Quem são as pessoas que podem participar do programa?

Com o programa de habitação, Casa Verde e Amarela, e suas regras atualizando o programa anterior algumas mudanças surgiram e com elas a inscrição agora é toda baseada na renda mensal das famílias que desejam participar.

As regras do programa baseado na renda familiar consistem em uma divisão dos participantes em grupos, exatamente três grupos. O primeiro grupo consiste as famílias que possuem renda mensal de ate R$2.000 e são os que se enquadram na condição de juros zero. O segundo grupo é para as famílias que possuem renda mensal de R$2.000,00 ate R$4.000,00. E o último é a grande novidade desse programa é o terceiro grupo que consiste em famílias com renda entre R$4.000,00 ate R$7.000,00 por mês.

Novidades como essa promovida pelo governo Bolsonaro sobre projetos sociais com o foco em ajudar a população são extremamente importantes a todos os cidadãos brasileiros que conseguem ajuda através do governo para crescer na vida e realizar seus sonhos e ficam mais motivados e felizes trazendo grandes frutos ao país.

 

2021 chegou e junto com ele, os gastos! Veja como organizar sua carteira

Todo começo do ano é marcado para muitos brasileiros como um período de muitas dívidas e pagamentos. Compras feitas no final do ano anterior, matrícula e material da escola dos pequenos, IPVA do carro e entre outros gastos apertam a carteira e são capazes de provocarem uma tremenda bagunça.

Pensando nisso preparamos algumas dicas essenciais para que você consiga se organizar financeiramente e não precisar ficar passando por apertos.

1 – Entenda seu momento financeiro

Ter o conhecimento da situação financeira que você se encontra, dos seus gastos e suas finanças é o principal passo para organizar sua carteira. Colocar no papel ou registrar em uma planilha todos os gastos fixos, variados e imprevistos que podem vir a acontecer fazem com que uma noção sobre a realidade seja criada e com isso um controle financeiro começa a ser criado.

Ate os pequenos gastos devem ser colocados no papel, pois ao final do mês ao analisar tudo que foi pago vai ser possível ver o quanto de dinheiro é gasto com coisas muitas vezes desnecessárias.

A maioria das pessoas ignora a organização financeira, e isso é um dos principais erros cometidos e um dos principais responsáveis por causar uma vida cheia de dívidas e endividamentos.

2 – Controle o uso dos cartões de crédito

Existem muitos cartões que enchem os olhos de muita gente por todas as vantagens que podem oferecer e pela facilidade na hora de realizar compras, mas se não ficar atento e controlado todas essas vantagens podem se tornar grandes vilões. Muitos jovens atualmente vêm fazendo o cadastro em cartões cada vez mais cedo e acabam não se informando sobre o funcionamento e as condições desses cartões de crédito. Como funciona o cartão de crédito Nubank? É uma das perguntas mais frequentes feitas quando se fala sobre informações de cartões, e isso é devido a toda a fama do Nubank e das suas condições oferecidas.

Mesmo alguns cartões de crédito oferecendo maiores vantagens que desvantagens é necessário conter os gastos e as transações feitas por eles e preferir passar no débito, que é uma opção oferecida por algumas operadoras de cartão como é o caso da Nubank.

3 – Crie uma reserva de emergência

Uma das coisas mais certas da vida é que imprevistos acontecem e é fundamental está preparado o máximo para eles. Ter uma reserva de emergência faz com que não haja desvios de dinheiro que podem prejudicar o orçamento. Reformas, questões de saúde ou algumas compras demandam dinheiro e é necessário sempre ter algo reservado para situações assim.

Seguindo essas e mais algumas dicas sobre organização financeira sua vida nunca mais será a mesma, chega de dificuldades e apertos no começo do ano e comece a ter controle sobre sua carteira!

Qual a diferença entre as vagas de estágio, trainee e aprendizagem?

Para muitos jovens o ingresso no mercado de trabalho corresponde a um dos seus principais desejos e marco na vida adulta. Ter a sua própria renda e conseguir com ela ajudar a família, comprar suas próprias coisas e se manter é uma das maiores realizações para muitos e significa o início de sua independência financeira. Mas a conquista do primeiro emprego não é sempre tão fácil e desafios estão sempre batendo na porta.

Muitas dúvidas rondeiam os jovens que não entendem muito bem como funciona o mercado de trabalho e não possuem nenhuma experiência com ele onde muitas vezes é cobrada para que assim consigam uma vaga na maioria das empresas. Diante da dificuldade encontrada em adquirir um emprego meninas e meninos se cadastram em programas de estágio que facilitam essa entrada no mercado de trabalho garantindo que esses jovens consigam uma experiência para então colocar em seus currículos. De acordo com informações do portal jovem aprendiz 2021 conseguir o primeiro emprego é bastante dificultoso devido à essa falta de experiência.

Com o início de pesquisas sobre contratação e empregos surgem alguns questionamentos comuns aos jovens que não tem nenhuma experiência nem informação sobre o mercado atual. dúvidas como diferenças, semelhanças e melhores oportunidades entre estágio, trainee e aprendizagem são recorrentes e uma explicação mais clara e precisa não seria de todo mal para auxiliar os futuros trabalhadores.

Estágio, como funciona?

Fazer um estágio é algo muito importante pois os jovens conseguem testar várias áreas e aprender como funciona na pratica o mercado de trabalho. O estágio é um período de aprendizado que o mundo profissional começa a ser descoberto e a prática é essencial para muitos jovens testarem o que realmente querem seguir futuramente. O programa de estágio faz uma ponte entre os estudos e o trabalho e faz com que setores, empresas e ambientes de trabalho sejam experimentados e explorados trazendo mais experiência aos jovens.

O que é o trainee?

O programa trainee é voltado para recém-formados sem experiência profissional com o objetivo de potencializar e desenvolver novos líderes dentro das empresas. Geralmente empresas que trabalham com esse programa estabelecem pré-requisitos como experiências extracurriculares como trabalho voluntario e trabalhos em organizações estudantis que caracterizam o espírito de liderança deles. Conhecimentos em outras línguas também são bem valorizados já que vão agregar na empresa e fazer com que o horizonte dos jovens fique cada vez maior.

Aprendizagem, entendendo um pouco mais

A aprendizagem é um processo de mudança de comportamento que é obtido através de experiências que constroem características emocionais e comportamentais dos indivíduos que passam por ela. A interação entre o meio ambiente e o emocional são capazes de fornecer um conhecimento que é construído e reconstruído todas as vezes que houver essa interação e troca.

Assim, cada um desses pontos é capaz de marcar a vida de inúmeros jovens que conseguem através deles experiências surpreendentes trazendo profissionais extremamente qualificados e preparados para o mercado de trabalho.

Conheça a região que mais sofreu com o desemprego no Brasil

A economia do Brasil tem sofrido durante os últimos meses, por isso tantas pessoas perderam seus empregos. Conheça a região que mais sofreu com o desemprego no Brasil, assim você poderá entender qual o nível preocupante da situação.

Antes de Pandemia se instalar no país, o mercado como um todo estava em fase de adaptação. Com o real desvalorizado, muitas empresas reduziram seus quadros de funcionários. Em especial, o Nordeste é a região do Brasil que mais sofre com a falta de emprego.

Infelizmente, é no nordeste que existe a maior taxa de pobreza na população. Isso acontece, devido a falta de oportunidade de emprego e de acesso difícil a educação de nível superior.

Confira o índice de desemprego, nas regiões do Brasil!

  • Nordeste – 13,6% de desempregados no último trimestre de 2019 e 15,6% nos primeiros três meses de 2020;
  • Sudeste – 12,4%;
  • Norte – 11,9%;
  • Centro-Oeste – 10,6% de desempregados;
  • Sul – 7,5% de pessoas desempregadas.

Já dar para notar o quanto o aumento foi significativo no nordeste, de acordo com as informações sobre os desempregados. Isso é preocupante! É por esse motivo, que os programas sociais do Governo dão uma atenção especial a essa região, que sofre com a pobreza e miserabilidade.

O que fazer quando perder o emprego?

Uma das coisas mais terríveis para um profissional, é perder seu emprego! Porque o dinheiro que recebia, dava ao mesmo condições para se manter.

Caso você tenha sido demitido sem justa causa, saiba que é possível recorrer aos seus direitos. Todo o trabalhador tem direito ao Seguro Desemprego, basta pedi-lo.

É importante saber como receber o Seguro Desemprego 2021, porque esse valor irá te ajudar financeiramente por alguns meses.

Saiba que esse benefício é um auxílio do governo, para que nesse período de tempo você procure um novo emprego. Então, esse valor funciona como uma válvula de escape.

Como conquistar um emprego?

Calma! Se você perdeu o emprego e quer saber como voltar a trabalhar, existem algumas opções viáveis. É obvio que já conhece a tática de colocar currículo nas empresas, mas isso precisa ser analisado.

Apenas colocar seu currículo poderá não ser suficiente, porque algumas empresas procuram pessoas capacitadas e atualizadas. Nesse caso, a dica principal é investir em um curso.

Existem várias opções de bolsas de estudos, você poderá se beneficiar de uma delas para investir nos estudos. Com certeza, isso fará toda a diferença em seu currículo. Sendo assim, você terá mais chances de conquistar a vaga que tanto precisa.

Navigation